fbpx
Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Você já experimentou os tipos de erva-mate disponíveis no mercado?

Para atender aos mais diversos gostos, o mercado tratou de diversificar e criar diferenciais para que o chimarrão seja preparado exatamente do jeito e preferência dos seus admiradores.

Os processos de cultivo e produção, para atender a todos os gostos, são diferenciados, onde o corte, moagem e técnicas são desenvolvidos com características próprias, possibilitando sabores e formas de preparo diferentes.

No Brasil, segundo a Agência de Notícias do Paraná, no ano de 2018, 87% da produção saiu daquele estado.

No entanto, é no Rio Grande do Sul que se concentra o maior número de consumidores do tradicional chimarrão.

Para conhecer detalhes, características e mais informações a respeito, continue lendo nosso post e saiba quais são os principais tipos de erva-mate consumidos no Brasil.

O cultivo da erva-mate 

A erva-mate, que cientificamente é chamada de ilex paraguariensis, é uma árvore natural da região subtropical da América do Sul.

O Rio Grande do Sul a considera como árvore símbolo do estado e o Paraná a tem representada por meio de um ramo em sua bandeira.

Além desses dois estados, o chimarrão e o tererê são muito apreciados também nas seguintes regiões:

  • Santa Catarina,
  • Mato Grosso do Sul,
  • Mato Grosso,
  • Rondônia,
  • Bolívia,
  • Chile,
  • Argentina,
  • Paraguai,
  • Uruguai.

São milhões de pessoas diariamente consumindo e se deliciando com o amargo da boa erva que, além do sabor, é o responsável por muitos benefícios à saúde.

Quais são os tipos de erva-mate Santiago?

Para atender a tanta gente dos mais variados gostos e costumes, o chima ou tererê são preparados a partir de diferentes tipos de erva-mate. 

Vamos conhecer os preferidos do mercado:

Tradicional

O chimarrão tradicional é aquele que conta com a moagem mais fina, por isso, é mais delicado.

O sabor é totalmente natural, feito com erva 100% nativa e não há adição de nenhum outro componente, agradando o paladar de todos, até mesmo dos mais exigentes.

Existe também a opção tradicional onde o açúcar é inserido, o tornando mais suave.

Moída grossa

Dentre os tipos de erva-mate, a moída grossa é aquela que possui fragmentos das folhas que conferem ao líquido um sabor mais encorpado.

Normalmente é muito apreciada por aqueles que gostam do mate amargo, não perdendo a característica nativa, porém, mais forte que o tradicional.

Tererê

O tererê é um tipo de bebida de origem paraguaia que também utiliza a erva-mate como seu principal insumo, no entanto, o líquido normalmente é servido gelado e é bastante consumido em locais que possuem altas temperaturas.

A erva-mate utilizada para essa bebida é preparada com alguns diferenciais, onde as folhas são cortadas grossas, para que a infusão ocorra da maneira correta.

O que considerar na escolha da erva-mate?

A escolha da erva é fundamental para que o seu chimarrão ou tererê possa ser apreciado pelos convidados da sua roda de amigos.

Alguns pontos precisam ser observados para a escolha da erva-mate a ser oferecida em sua casa, como, por exemplo:

Talvez você esteja se perguntando como saber se a erva-mate possui qualidade e a resposta é simples!

Conhecer o fornecedor e sua estrutura é muito importante para certificar-se dos processos industriais adotados e a política da empresa com relação à qualidade e ao mercado consumidor.

Independentemente dos tipos de erva-mate, conheça a marca e a empresa que está por trás dos processos, desde a colheita até a fase de embalagem dos produtos.

Para conhecer uma das mais tradicionais indústrias do segmento no país, acesse nosso site e saiba porque a Erva Mate Santiago é uma campeã de vendas e companheira de todos aqueles que são apaixonados por nossas tradições!

What's your reaction?
0Smile0Lol0Wow0Love0Sad0Angry