fbpx
Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Para que uma boa roda de amigos seja formada e o delicioso chimarrão seja desfrutado pelos convidados, existem processos que talvez você não conheça. Afinal de contas, como é produzida a erva-mate?

Para conhecermos os detalhes, é importante saber que muito antes dos portugueses e espanhóis chegarem às Américas, os índios já se utilizavam da erva-mate no dia-a-dia do seu cardápio alimentar.

O homem branco conheceu, aprendeu a cultivar, processar e saborear o chimarrão a partir dos indígenas.

A bebida se tornou popular no sul do Brasil e passou a fazer parte das tradições gaúchas, onde milhares de famílias diariamente se reúnem para saborear esse precioso líquido.

Nesse post mostramos como é produzida a erva-mate. Continue lendo e saiba mais sobre o assunto!

A erva-mate

A erva-mate é uma árvore da família das aquifoliáceas encontrada na região subtropical da América do Sul.

As árvores podem chegar a 12 metros de altura e precisam de sombra para poderem crescer com qualidade.

Elas são podadas para facilitar a colheita e plantadas em locais onde existam árvores mais altas, portanto, junto às florestas e bosques.

Afinal, como é produzida a erva-mate?

O processo de produção da erva-mate é dividido em etapas, conforme apresentamos a seguir:

Plantio (Adensamento)

A Erva Mate Santiago é produzida com erva-mate nativa das florestas de araucárias (mata atlântica) dos ervais do sul paranaense, onde ainda se encontram protegidas. 

Para aumentar a quantidade de indivíduos (árvores) em seu ambiente natural são produzidas mudas a partir das sementes selecionadas dos ervais nativos e estas mudas são plantadas em meio a floresta, no processo conhecido como adensamento nativo. 

O plantio, como já mencionado, é normalmente feito no sistema agroflorestal, ou seja, em meio a outras árvores que possibilitem sombra, o que irá preservar o sabor das folhas da erva-mate.

Para obter qualidade no produto final, é necessário a preservação da floresta, com o mínimo de intervenção possível, onde a erva cresça protegida do Sol e possa oferecer folhas de qualidade para a colheita.

Colheita

A primeira poda é realizada após a árvore atingir quatro anos, quando, então, estará em seu estado maduro. A poda será repetida a cada dois anos, para garantir a maturidade dos novos brotos e a preservação da saúde dos ervais.

O processo é realizado manualmente, utilizando-se facões e serrotes, quando na sequência são transportados para a indústria.

Sapeco

O sapeco da erva-mate consiste em colocar as folhas em um cilindro giratório, onde, de forma intensa, o produto sofrerá um choque térmico em função das altas temperaturas.

Esse processo possibilita que a erva mantenha a sua cor esverdeada e preserva o aroma suave e seivado, mesmo após a sua secagem, garantindo a qualidade do produto.

Na saída do sapeco a erva-mate passará pelo picador que padroniza o tamanho dos galhos e folhas preparando para o processo de secagem. 

Secagem

Parecido com o processo do sapeco, essa fase consiste em deixar as folhas em processo de desidratação, mais lento, com uma temperatura média de 95º, onde será retirado boa parte da água presente nas folhas. 

A secagem também é responsável pelas características da erva, portanto, influencia na:

  • coloração,
  • textura,
  • densidade,
  • porosidade,
  • absorção.

Ao final do processo de secagem, de maneira automática, a erva-mate é retirada do cilindro através de exaustor e caracóis helicoidais e conduzida até o cancheador.

Cancheamento

O cancheamento é o processo em que as folhas e palitos já secos, são padronizados (fragmentados) através de peneiras e batedores. Após a erva-mate é conduzida por caracóis até a área de ensacamento em bolsas de ráfia para resfriamento, ficando disponível para a moagem.

Moagem

É a etapa do processo, onde a erva é socada em grandes pilões de ferro, conhecidos como soque, pelo tempo que for necessário, de acordo com o padrão de moagem definido (mais fina ou grossa). 

Ao final da socagem a erva é conduzida por elevadores e caracóis até os misturadores onde é peneirada mais uma vez para a padronização, ficando então, pronta para ser envasada.

Envase

Chega-se então à fase final, onde você passa a compreender como é produzida a erva-mate, ou seja, resta agora empacotar o produto para que seja disponibilizado ao mercado, de acordo com o seu destino e aplicação.

Mais uma vez aqui, modernos equipamentos são utilizados, automatizando os processos de:

  • pesagem,
  • empacotamento,
  • selagem,
  • datação.

A higienização e os cuidados com cada processo possibilitam que um produto de alta qualidade chegue a sua casa, onde o bom chimarrão é servido diariamente à sua família e aos visitantes.
Agora que você já sabe como é produzida a erva-mate, acesse nosso site e conheça nossa linha de produtos que certamente atenderá ao seu paladar e as suas exigências!

What's your reaction?
0Smile0Lol0Wow0Love0Sad0Angry

Aviso!

Estaremos em férias coletivas
entre os dias 11 e 22 de Fevereiro.

Informamos que dentro deste período as entregas estarão com um prazo estendido.