fbpx
Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Matear é muito mais que um patrimônio cultural do Rio Grande do Sul, o chimarrão une as pessoas onde quer que elas estejam e independente da forma que é degustado.

Seja dentro ou fora do Rio Grande do Sul, no grupo familiar ou em roda de amigos, o convite para tomar um chima sempre é uma proposta para dar uma parada no corre-corre da vida e apreciar uma boa conversa.

A ORIGEM

A tradição do chimarrão está associada aos indígenas Guaranis que habitavam parte de terras paraguaias e outras do estado do Paraná. Para esses povos, a erva-mate era chamada de caiguá e eles utilizavam a infusão como estimulante para revigorar o organismo e manter a disposição para as suas tarefas diárias. 

Praticamente na metade do século XVI, os colonizadores espanhóis tiveram contato com os indígenas e, ao observarem os efeitos positivos que a infusão promovia, também quiseram usufruir dos benefícios do chá.

Com a disseminação do uso, o chimarrão passou a ser considerado um hábito cultural da região que começou a se expandir por todo o sul do Brasil e por alguns países vizinhos, como Uruguai, Paraguai e Argentina. 

Hoje, a cuia se tornou um objeto sagrado nos lares e o ato de matear é um ritual diário de importância e valor afetivo que somente os apreciadores conseguem compreender.

Onde houver uma cuia passando, você vai observar que o chimarrão une as pessoas. 

CHIMARRÃO ALÉM DAS FRONTEIRAS DO RS

A erva mate é uma planta nativa das regiões subtropicais e temperadas da América do Sul. Assim, pode ser encontrada na Argentina, Uruguai, Bolívia, Brasil e no Paraguai.

Além disso, quem vive fora do Brasil e vai morar em regiões além das citadas acima, tem na bebida uma forma de estreitar as relações e encurtar distâncias.

Muitas pessoas levam consigo a tradição como uma forma de se sentirem em “casa” e, certamente, passam ela para mais pessoas. 

Dessa maneira, podemos considerar que o chimarrão só se expande e conquista cada vez mais espaço e amantes.

BRASIL MAIOR PRODUTOR DE ERVA-MATE DO MUNDO

O Brasil é o maior produtor de erva-mate do mundo, e o Paraná é o estado que se destaca nessa produção. 

O ramo ervateiro sempre teve grande importância para a economia nacional, tanto que por muito tempo a planta foi considerada o ouro verde. 

Pertencente à família das aquifoliáceas, conhecida também como congonha ou mate, ela é atualmente o principal produto não-madeireiro do setor do agronegócio florestal da região Sul do Brasil. 

De acordo com a Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Erva-mate, no Brasil existem mais de 400 empresas que exploram o setor e geram mais de 710 mil empregos diretos.

Importante destacar que em média 80% da produção brasileira da erva-mate é destinada ao mercado interno e desse percentual, 96% são usados para o preparo do tradicional chimarrão. 

Os 4% restantes são empregados no feitio de chás, sucos e outros produtos à base da matéria-prima. 

What's your reaction?
0Smile0Lol0Wow0Love0Sad0Angry

Aviso!

Estaremos em férias coletivas
entre os dias 11 e 22 de Fevereiro.

Informamos que dentro deste período as entregas estarão com um prazo estendido.