fbpx
Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

A maior parte dos alimentos produzidos que chegam até nós é originada da agricultura familiar, e entre eles está a erva-mate.

De acordo com o Canal Rural, entre 70% a 80% dos insumos que consumimos na nossa mesa são produzidos por esse setor. 

Incentivar essa atividade contribui de forma efetiva para o sustento dos pequenos agricultores.

Também estimula o trabalho no campo e promove o desenvolvimento e a permanência das famílias nessas regiões. 

A tradição do chimarrão é um forte caminho para a exploração econômica de várias famílias e produtores rurais. 

Quer saber mais sobre o assunto? Continue lendo nosso post.

A erva-mate na economia brasileira

O Brasil é o maior produtor de erva-mate do mundo, e o Paraná é o estado que se destaca nessa produção. 

O ramo ervateiro sempre teve grande importância para a economia nacional, tanto que por muito tempo a planta foi considerada o ouro verde. 

Pertencente à família das aquifoliáceas, conhecida também como congonha ou mate, ela é atualmente o principal produto não-madeireiro do setor do agronegócio florestal da região Sul do Brasil. 

De acordo com a Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Erva-mate, no Brasil existem mais de 400 empresas que exploram o setor e geram mais de 710 mil empregos diretos.

Importante destacar que em média 80% da produção brasileira da erva-mate é destinada ao mercado interno e desse percentual, 96% são usados para o preparo do tradicional chimarrão. 

Os 4% restantes são empregados no feitio de chás, sucos e outros produtos à base da matéria-prima. 

A importância da agricultura familiar

Existem alguns aspectos fundamentais que se destacam na agricultura familiar.

Primeiro, é o fato que o cultivo da terra é realizado por pequenos proprietários rurais que têm como colaboradores os próprios parentes.

Isso incentiva a permanência das pessoas em seus locais de origem, promove geração de rendas e leva qualidade de vida ao campo.

É importante dizer que os pequenos agricultores atualmente representam 84% das propriedades rurais e empregam pelo menos cinco milhões de famílias.

A erva-mate e a agricultura familiar

Em relação aos três estados que compõem a região Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, estima-se que a erva-mate é explorada economicamente em 560 cidades. 

Isso representa:

  • 110 mil hectares plantados,
  • em média 180 mil propriedades rurais envolvidas.

Importante frisar que a maioria desses proprietários rurais são agricultores familiares, o que representa uma significativa fonte de renda para os envolvidos. 

Agricultura familiar e a Erva Mate Santiago

Há muitos anos, a Erva Mate Santiago apoia e colabora para o desenvolvimento da agricultura familiar no Brasil.

Compramos a matéria-prima para produzir a erva-mate que chega até o nosso consumidor diretamente dos produtores da nossa região. 

Além de incentivar a economia local, os pequenos produtores voltam suas atividades para atender ao mercado interno da região onde estão situados, por isso, apresentam um produto praticamente isento de defensivos agrícolas, ou seja, de agrotóxicos. 

Outro ponto que é considerado na agricultura familiar é que os equipamentos não são prioridades na hora de assumir o papel do homem, como acontece nos grandes produtores.

Esses fatores contribuem para uma melhor qualidade dos insumos que compramos, transformamos e oferecemos aos nossos consumidores. 

Dessa forma, além de incentivar a geração do trabalho e da renda nas regiões rurais, também garantimos que a produção continue nas cidades produtoras e temos a certeza de que adquirimos e oferecemos um produto de qualidade. 
Agora que você sabe a relação da agricultura familiar e erva-mate, continue a leitura e saiba como é feita a cuia do chimarrão.

What's your reaction?
0Smile0Lol0Wow0Love0Sad0Angry

Aviso!

Estaremos em férias coletivas
entre os dias 11 e 22 de Fevereiro.

Informamos que dentro deste período as entregas estarão com um prazo estendido.