fbpx
Skip to content Skip to footer

Shopping Cart 0 items - R$0,00 0

APRENDA A PREPARAR SEU CHIMARRÃO

Como preparar o chimarrão é assunto para horas de conversa de todos aqueles que cultivam a tradição de matear e querem passar seus conhecimentos adiante.

O preparo e a degustação da erva-mate é praticamente um ritual sagrado nos lares, tornou-se símbolo de hospitalidade e amizade e faz parte da cultura gaúcha.

Degustar um bom chima vai muito além de fazer a infusão da erva e servi-la.
Envolve cuia, bomba, erva-mate, água quente e garrafa térmica e cada um desses itens tem papel fundamental no preparo, no sabor e no ritual.

Quer saber como preparar o chimarrão? Continue lendo nosso post e saiba confira!

Passo a passo para aprender a preparar o chimarrão

O chimarrão é uma herança deixada pelos índios que habitavam as redondezas na época do descobrimento do Brasil.

Entre as lendas sobre a erva-mate, existe uma que diz que eles usavam essa infusão para entrar em contato com Tupã, o deus indígena, e que esse momento era sagrado para eles.

Hoje, matear não é uma lenda, e sim um saudável hábito diário que faz parte de uma tradição passada entre gerações.

Vamos conferir como é preparado o verdadeiro chima:

Tenha todos os utensílios à mão

Para fazer o chimarrão , você precisa de um kit que deve estar adequadamente preparado para o uso.

Você tem que providenciar:

  • cuia, de preferência com pescoço e bem seca,
  • bomba, preferencialmente de aço inox para não interferir no sabor,
  • Erva Mate Santiago,
  • água quente,
  • garrafa térmica.

Preparando a água

O primeiro passo de como preparar o chimarrão é providenciar o aquecimento da água.

Nesse processo, o importante é atentar para a temperatura da água, pois estar muito quente ou fria prejudicará o sabor da erva.

Outro fator é que a temperatura ideal da água favorece para que os benefícios da erva-mate sejam melhor aproveitados.

O ideal é que a água esteja próxima dos 70 °C.

Se você tiver um termômetro, ótimo, caso contrário é só observar quando a água começa a formar pequenas bolhas no fundo da chaleira ou panela. Nessa hora ela está bem próxima dos 70 °C.

As chaleiras que chiam começam a fazer o barulho exatamente quando as bolhas começam a se formarem no fundo.

Hoje também é comum o uso de chaleiras e/ou aquecedores elétricos que podem ser regulados para a temperatura ideal.

Quando a água estiver na temperatura ideal, passe-a para a garrafa térmica.

Preparando o chimarrão

As cuias de porongo não têm um tamanho padronizado, por isso não existe uma quantidade exata de erva para ser colocada dentro delas.

O ideal é analisar o seu interior e preencher aproximadamente ⅔ com a sua Erva Mate Santiago.

Agora tape a boca da cuia com a mão e incline-a para o lado.

Você vai perceber que a erva ficará assentada para o lado inclinado e o outro ficará vazio.

De forma cuidadosa para não retirar a erva do lugar, volte a cuia a posição vertical.

Despeje um pouco de água morna para apenas umedecer e inchar a erva no interior, você vai observar que em pouco tempo o líquido será todo absorvido.

Agora é o momento de colocar a água que está na garrafa, preenchendo até o pescoço da cuia.

Sobre a bomba

A bomba deve ser introduzida na erva até o fundo da cuia, mantendo o seu bocal fechado até assentá-la bem.

Para fechar, você pode usar o dedo polegar.

Depois é saborear. Fique atento, porque

Sobre a erva-mate usada

O sabor e a qualidade do seu chimarrão estão diretamente ligados à erva-mate usada na preparação.

De nada vai adiantar a temperatura da água ideal, os cuidados com a cuia e a bomba se a erva não for de boa procedência e não tiver na sua validade.

Prefira um produto feito com erva-mate 100% nativa, que garanta o sabor puro e o amargo naturalmente gostoso.

Agora que você sabe como preparar o chimarrão tradicional, que tal experimentar o sabor inigualável dos produtos da Erva Mate Santiago?

Aviso!

Estaremos em férias coletivas
entre os dias 11 e 22 de Fevereiro.

Informamos que dentro deste período as entregas estarão com um prazo estendido.